9 maio 2017
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Quando comprei as passagens de ida para a Europa, Varsóvia seria a primeira cidade. Fiquei pensando “Que lugar é esse?”, nunca imaginei que pisaria no destino um dia na vida. Na verdade, nem sabia direito que a cidade existia e muito menos onde ficava no mapa. Hahahaha Um dos motivos que nos levaram até lá foi pelas passagens mais em conta e também por ser perto de Cracóvia, um lugar desejado por nós.

Depois de uma escala em Lisboa, chegamos à Varsóvia. A língua local é o polaco, bem tranquilo de se entender, só que não MESMO. rs Nos encapotamos com tudo que trouxemos na mochila de mão. Luvas, cachecóis, gorro e muita blusa de frio. Eu não conseguia me mover direito. Não estava acostumada com o “mochilão” ainda. No primeiro momento ele pesa e limita os movimentos. Depois você tira de letra.
mochilaA primeira história que nos rendem boas risadas foi sentir o impacto do frio europeu pela primeira vez. Saímos do aeroporto e ficamos em silêncio. Acredito que congelamos por alguns segundos.  rs Como bons mochileiros, nada de táxi ou Uber, pegamos mesmo um busão. O engraçado foi comprar os bilhetes em uma máquina, era preciso colocar as moedinhas para pegar o bilhete. Sem jeito ainda com as luvas, deixamos as moedinhas cair no chão, quem disse que conseguíamos catá-las? Estava tudo tão gelado sem luva, que nossos dedos meio que congelaram. Hahahaha Foi bem engraçado!

Depois de ter conhecido uma figura de Israel dentro do ônibus e ter tirado foto com uma mulher que se vestiu árvore de natal (sério, ela tinha pisca-pisca enrolado no corpo), chegamos ao nosso hostel.
IMG_20170509_181705
A foto não está boa, mas tivemos que registrar o momento. hahahaha

Ficamos hospedados no Patchwork Design Hostel, bem arrumadinho. Com uma recepção toda coloridinha e uma atendente simpática. Cama confortável e chuveiro quente. Isso é o que importa, né? Foi a conta de tomar banho e já saímos ávidos por explorar a cidade.
IMG_20161206_174924514

Na nossa primeira caminhada nos divertindo com a neve pelo caminho, foi então avistamos algo que parecia uma igreja, mas na verdade era o Museu do Chopin. Para quem nunca soube (como eu) um dos pianistas mais famosos do mundo é de Varsóvia.  A entrada do museu foi uns 13 reais, e é possível escolher entre o espanhol e o inglês. Gostamos bastantes desse primeiro passeio cultural inesperado.

IMG_8104 IMG_8130

Mortos de fome, queríamos um lugar típico para comer e acabamos encontrando o restaurante Zapiecek Polskie Pierogarnie, localizado no bairro de Sródmiescie. Posso falar que nossa primeira experiência gastronômica na Europa foi deliciosa. No restaurante havia muitos locais, pessoas falando (claro) em polaco e as garçonetes usavam trajes típicos da Polônia. Elas não entendia muito bem o inglês, mas no final deu tudo certo com nosso pedidos. rs
IMG_8155 IMG_8163 IMG_8164 IMG_8165

Depois de alimentados, fomos procurar agito em plena terça-feira. rs Andamos pelas ruas em um frio até então desconhecido por nós três. Acabamos encontrando resto de neve pelo caminho, tinha nevado no dia mais cedo. Mesmo morrendo de frio, foi pura diversão ver a neve pela primeira vez.
IMG_8206

Encontramos apenas alguns bares perto do hostel, mas que até tinham muitas pessoas para um dia de semana. Bebemos uns shots de vodka, para quem não sabe, a bebida na República Tcheca é reconhecida como uma das melhores do mundo. Eu só consegui dar graças a Deus por Vodka boa no Brasil custar tão caro. rs Porque então estaria perdida, não tem gosto de álcool e desce como água. Um verdadeiro perigo.

No outro dia já pegamos o voo bem cedinho para Cracóvia. Não deu para conhecer muita coisa, ficamos com aquele gostinho de quero mais. Se você for para lá, reserve mais uns dias para a cidade. Tenho certeza que não irá se arrepender.

Comments

comments

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Quando comprei as passagens de ida para a Europa, Varsóvia seria a primeira cidade. Fiquei pensando “Que lugar é esse?”, nunca imaginei que pisaria no destino um dia na vida. Na verdade, nem sabia direito que a cidade existia e muito menos onde ficava no mapa. Hahahaha Um dos motivos que nos levaram até lá foi pelas passagens mais em conta e também por ser perto de Cracóvia, um lugar desejado por nós.

Depois de uma escala em Lisboa, chegamos à Varsóvia. A língua local é o polaco, bem tranquilo de se entender, só que não MESMO. rs Nos encapotamos com tudo que trouxemos na mochila de mão. Luvas, cachecóis, gorro e muita blusa de frio. Eu não conseguia me mover direito. Não estava acostumada com o “mochilão” ainda. No primeiro momento ele pesa e limita os movimentos. Depois você tira de letra.
mochilaA primeira história que nos rendem boas risadas foi sentir o impacto do frio europeu pela primeira vez. Saímos do aeroporto e ficamos em silêncio. Acredito que congelamos por alguns segundos.  rs Como bons mochileiros, nada de táxi ou Uber, pegamos mesmo um busão. O engraçado foi comprar os bilhetes em uma máquina, era preciso colocar as moedinhas para pegar o bilhete. Sem jeito ainda com as luvas, deixamos as moedinhas cair no chão, quem disse que conseguíamos catá-las? Estava tudo tão gelado sem luva, que nossos dedos meio que congelaram. Hahahaha Foi bem engraçado!

Depois de ter conhecido uma figura de Israel dentro do ônibus e ter tirado foto com uma mulher que se vestiu árvore de natal (sério, ela tinha pisca-pisca enrolado no corpo), chegamos ao nosso hostel.
IMG_20170509_181705
A foto não está boa, mas tivemos que registrar o momento. hahahaha

Ficamos hospedados no Patchwork Design Hostel, bem arrumadinho. Com uma recepção toda coloridinha e uma atendente simpática. Cama confortável e chuveiro quente. Isso é o que importa, né? Foi a conta de tomar banho e já saímos ávidos por explorar a cidade.
IMG_20161206_174924514

Na nossa primeira caminhada nos divertindo com a neve pelo caminho, foi então avistamos algo que parecia uma igreja, mas na verdade era o Museu do Chopin. Para quem nunca soube (como eu) um dos pianistas mais famosos do mundo é de Varsóvia.  A entrada do museu foi uns 13 reais, e é possível escolher entre o espanhol e o inglês. Gostamos bastantes desse primeiro passeio cultural inesperado.

IMG_8104 IMG_8130

Mortos de fome, queríamos um lugar típico para comer e acabamos encontrando o restaurante Zapiecek Polskie Pierogarnie, localizado no bairro de Sródmiescie. Posso falar que nossa primeira experiência gastronômica na Europa foi deliciosa. No restaurante havia muitos locais, pessoas falando (claro) em polaco e as garçonetes usavam trajes típicos da Polônia. Elas não entendia muito bem o inglês, mas no final deu tudo certo com nosso pedidos. rs
IMG_8155 IMG_8163 IMG_8164 IMG_8165

Depois de alimentados, fomos procurar agito em plena terça-feira. rs Andamos pelas ruas em um frio até então desconhecido por nós três. Acabamos encontrando resto de neve pelo caminho, tinha nevado no dia mais cedo. Mesmo morrendo de frio, foi pura diversão ver a neve pela primeira vez.
IMG_8206

Encontramos apenas alguns bares perto do hostel, mas que até tinham muitas pessoas para um dia de semana. Bebemos uns shots de vodka, para quem não sabe, a bebida na República Tcheca é reconhecida como uma das melhores do mundo. Eu só consegui dar graças a Deus por Vodka boa no Brasil custar tão caro. rs Porque então estaria perdida, não tem gosto de álcool e desce como água. Um verdadeiro perigo.

No outro dia já pegamos o voo bem cedinho para Cracóvia. Não deu para conhecer muita coisa, ficamos com aquele gostinho de quero mais. Se você for para lá, reserve mais uns dias para a cidade. Tenho certeza que não irá se arrepender.

Comments

comments



Comentários


Deixe seu comentário:

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×