13 setembro 2016
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

14287715_1248650195186103_2085084985_nNão imaginei que esse dia chegaria, um ano longe de você, um ano sem te ver. Escrevendo me soa estranho, falando, mais estranho ainda. Nesta mesma data no ano passado eu já não me lembrava quem era sem você. Mas a vida nos levou pra tão longe um do outro, que hoje mal consigo me lembrar do seu cheiro, só sei que gostava dele. Trazia-me conforto e uma sensação de paz, o mundo podia estar desmoronando, mas o seu peito era meu refugio. Sempre foi assim. A semana podia estar uma droga, mas sabia que no final de semana iria te ver e tudo ficaria bem.

E aqui estou, um ano longe de você e desta sensação. No momento precisando trabalhar, me concentrar, mas o pensamento não para. Acho que hoje é o dia do último ano que mais pensei em nós. Você sabe, eu sempre evitei pensar (conversar) sobre assuntos que não me fazem bem. Foi por isso que nunca quis contato, esse é o motivo das minhas respostas frias por whatsaap, eu precisava seguir e tentar de alguma forma apagar o que vivemos. Não para sempre, pois isso é quase impossível. Mas pelo tempo suficiente de conseguir pensar em nós sem pesares. Pesar pela nossa história, ela foi tão bonita, não é mesmo? Tinha respeito, tinha admiração de sobra, tinha paixão. História de amor como a nossa deveriam ser proibidas de acabar, mas acabam.

Talvez o tempo tenha sido o nosso pior inimigo. Os muitos anos pesaram sobre as nossas costas e não conseguimos suportar. Nada está ganho nesta vida meu amor. Nada é pra sempre também.  Minha vida clamava por mudanças. Precisava me encontrar, saber de verdade quem sou. Ainda estou neste caminho, o do autoconhecimento. E posso afirmar que ele será longo.

Esse ano longe de você não foi fácil. Foi complicado demais te tirar da vida, ainda é. É péssimo pegar o telefone e não ter alguém esperando notícias. Não ter alguém para deitar ao meu lado em silêncio, e o silêncio não incomodar, muito pelo contrário, trazer paz. Quem sabe daqui uns anos nós não entendemos tudo o que nos aconteceu. Talvez culpemos a nossa imaturidade, o nosso orgulho. Quem sabe daqui uns anos nós conseguiremos sentar em uma mesa de bar e dividir nossas vidas, sem sentimentos ou ressentimentos. Apenas como duas pessoas que possuem uma história tão bonita pra contar.

Comments

comments

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

14287715_1248650195186103_2085084985_nNão imaginei que esse dia chegaria, um ano longe de você, um ano sem te ver. Escrevendo me soa estranho, falando, mais estranho ainda. Nesta mesma data no ano passado eu já não me lembrava quem era sem você. Mas a vida nos levou pra tão longe um do outro, que hoje mal consigo me lembrar do seu cheiro, só sei que gostava dele. Trazia-me conforto e uma sensação de paz, o mundo podia estar desmoronando, mas o seu peito era meu refugio. Sempre foi assim. A semana podia estar uma droga, mas sabia que no final de semana iria te ver e tudo ficaria bem.

E aqui estou, um ano longe de você e desta sensação. No momento precisando trabalhar, me concentrar, mas o pensamento não para. Acho que hoje é o dia do último ano que mais pensei em nós. Você sabe, eu sempre evitei pensar (conversar) sobre assuntos que não me fazem bem. Foi por isso que nunca quis contato, esse é o motivo das minhas respostas frias por whatsaap, eu precisava seguir e tentar de alguma forma apagar o que vivemos. Não para sempre, pois isso é quase impossível. Mas pelo tempo suficiente de conseguir pensar em nós sem pesares. Pesar pela nossa história, ela foi tão bonita, não é mesmo? Tinha respeito, tinha admiração de sobra, tinha paixão. História de amor como a nossa deveriam ser proibidas de acabar, mas acabam.

Talvez o tempo tenha sido o nosso pior inimigo. Os muitos anos pesaram sobre as nossas costas e não conseguimos suportar. Nada está ganho nesta vida meu amor. Nada é pra sempre também.  Minha vida clamava por mudanças. Precisava me encontrar, saber de verdade quem sou. Ainda estou neste caminho, o do autoconhecimento. E posso afirmar que ele será longo.

Esse ano longe de você não foi fácil. Foi complicado demais te tirar da vida, ainda é. É péssimo pegar o telefone e não ter alguém esperando notícias. Não ter alguém para deitar ao meu lado em silêncio, e o silêncio não incomodar, muito pelo contrário, trazer paz. Quem sabe daqui uns anos nós não entendemos tudo o que nos aconteceu. Talvez culpemos a nossa imaturidade, o nosso orgulho. Quem sabe daqui uns anos nós conseguiremos sentar em uma mesa de bar e dividir nossas vidas, sem sentimentos ou ressentimentos. Apenas como duas pessoas que possuem uma história tão bonita pra contar.

Comments

comments



Comentários


Deixe seu comentário:

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×