9 abril 2015
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

tumblr_m40pz5yH1F1rw6b9ko1_500

Quem nunca ouviu essa frase alguma vez na vida hein? Já falei diversas vezes para minha irmã “Você quer abraçar o mundo!”. Ela é assim, tenta fazer mil coisas ao menos tempo, e no final fica esgotada e decepcionada por não ter dado conta de tudo. Mas acredito sinceramente que esse é um mau da nossa geração, todo mundo sofre de uma ansiedade maluca. Queremos tudo para ontem, ter conquistas rápidas, ver os resultados dos nossos esforços da noite para o dia. Mesmo sabendo, no fundo da nossa consciência, que a vida não se desenrola desta forma. E a internet faz tudo piorar, acordamos e já vemos milhares de pessoas que pularam da cama e que estão fazendo a vida acontecer. E ai, você pensa: “Meu Deus, eu ainda estou de pijamas”. Dá um desespero na alma, uma vontade de correr. Mas correr para onde?

E fica aquela sensação que você nunca está vivendo a vida como gostaria. Que está perdendo alguma coisa, mesmo que você não saiba o que é. E na busca insana de encontrar um caminho, um lugar ao sol, acabamos nos perdemos. Nossa ação é querer fazer tudo ao mesmo tempo, para que isto dê algum sentindo à vida, e acabamos trocando as mãos pelos pés. Um exemplo foi quando formei e ainda não estava trabalhando, e a maioria dos meus colegas já estava fazendo uma pós-graduação. O meu pensamento era: “Não posso ficar parada, tenho que fazer uma pós”. Mas por que isso gente? Eu ainda nem sabia que área dentro do jornalismo iria atuar. Só que aquela sensação de estarmos perdendo algo, aparece. E é ela que nos faz embolar todo o meio de campo viu?!

Minha conclusão é quem quer fazer tudo, acaba não fazendo nada.  E, apesar desta minha afirmação, no momento o meu desejo é viajar o mundo, abrir uma empresa e ter um emprego fixo. De qual eu irei abrir mão, ainda não sei. O jeito é respirar fundo, esperar o barco ancorar e a vida se ajeitar.

Comments

comments

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

tumblr_m40pz5yH1F1rw6b9ko1_500

Quem nunca ouviu essa frase alguma vez na vida hein? Já falei diversas vezes para minha irmã “Você quer abraçar o mundo!”. Ela é assim, tenta fazer mil coisas ao menos tempo, e no final fica esgotada e decepcionada por não ter dado conta de tudo. Mas acredito sinceramente que esse é um mau da nossa geração, todo mundo sofre de uma ansiedade maluca. Queremos tudo para ontem, ter conquistas rápidas, ver os resultados dos nossos esforços da noite para o dia. Mesmo sabendo, no fundo da nossa consciência, que a vida não se desenrola desta forma. E a internet faz tudo piorar, acordamos e já vemos milhares de pessoas que pularam da cama e que estão fazendo a vida acontecer. E ai, você pensa: “Meu Deus, eu ainda estou de pijamas”. Dá um desespero na alma, uma vontade de correr. Mas correr para onde?

E fica aquela sensação que você nunca está vivendo a vida como gostaria. Que está perdendo alguma coisa, mesmo que você não saiba o que é. E na busca insana de encontrar um caminho, um lugar ao sol, acabamos nos perdemos. Nossa ação é querer fazer tudo ao mesmo tempo, para que isto dê algum sentindo à vida, e acabamos trocando as mãos pelos pés. Um exemplo foi quando formei e ainda não estava trabalhando, e a maioria dos meus colegas já estava fazendo uma pós-graduação. O meu pensamento era: “Não posso ficar parada, tenho que fazer uma pós”. Mas por que isso gente? Eu ainda nem sabia que área dentro do jornalismo iria atuar. Só que aquela sensação de estarmos perdendo algo, aparece. E é ela que nos faz embolar todo o meio de campo viu?!

Minha conclusão é quem quer fazer tudo, acaba não fazendo nada.  E, apesar desta minha afirmação, no momento o meu desejo é viajar o mundo, abrir uma empresa e ter um emprego fixo. De qual eu irei abrir mão, ainda não sei. O jeito é respirar fundo, esperar o barco ancorar e a vida se ajeitar.

Comments

comments



Comentários


Deixe seu comentário:

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×