9 maio 2015

maeEste post é para provar para minha mãe que aprendi muita coisa com ela, que foram os seus ensinamentos que me transformaram na pessoa que sou hoje. Falo assim, pois na cabeça dela, valorizamos só as coisas que meu pai faz. Toda mãe de menina tem esse complexo né?  Se eu ainda não tive a oportunidade de falar ou demonstrar, o dia das mães é um ótimo dia para isso.
edi1

Claro que 10 ensinamentos são poucos, afinal, ela é minha mãe. E, apesar dos meus 26 anos ainda aprendo muito com ela.  De forma direta ou indiretamente.

1-A ter fé

Ela não é muito religiosa, não frequenta nenhuma igreja, mas uma das coisas mais importantes que aprendi na vida é a ter fé e confiar em Deus. Me diz sempre para rezar e pedir direção a Deus quando estou aflita.  E isso sempre funciona.

2-Ser humilde
edi4

Com certeza, mamãe é a pessoa mais humilde que eu conheço. Ela nunca demonstra que é melhor que alguém, e quando recebe uma critica, nunca rebate e até consegue sorrir.

3- A rodar a baiana quando for preciso

Apesar do tópico a cima, ela não é uma pessoa muito tranquila. Mesmo que todo mundo a considere uma pessoa zen, ela roda a baiana quando é preciso. Se mexer com as filhas delas, já era. Só quem conhece sabe. rs É difícil tirá-la do sério, mas quando alguém consegue essa proeza,  é melhor sair de perto.

4-Ser econômica
edi2

Um ensinamento valioso, já que aprendi mais ou menos. rs Não sou econômica como ela, mas ter uma mãe que consegue economizar, aplicar e aproveitar o melhor do dinheiro é um grande exemplo.

 5-Caráter e honestidade

São ensinamentos que só podemos apreende com nossos pais, são eles que nos direcionam e nos passam o que é certo e o que é errado. A pedir desculpa quando for preciso, a nunca pegar nada que não nos pertence, a não responder os professores, esse tipo de coisa. Mami você soube passar tudo muito bem viu?! Nunca roubei nada no mercado. kkkkk

6-É possível ser feliz no trabalho
edim

Apesar do seu trabalho a deixar noites sem dormir, por ser preocupada com cada detalhe, ela ama o que faz. Dá para ver o brilho nos seus olhos quando consegue pensar em uma ideia incrível ou quando volta de uma viagem e conta tudo que viveu.

7-A correr atrás dos meus sonhos

Mamãe sempre me apoiou em todos os meus planos. Quando decidir mudar de curso, ela foi a maior incentivadora. Ela dizia se não está feliz, muda. Se não fosse por ela, talvez não teria me tornado uma jornalista. Devo muito a você por isso mamis!

8- A não ligar para o que os outros pensam
edi5

Ela tem um estilo bem peculiar, que aprendi a respeitar com o tempo. Ela se veste como quer, blusa verde, calça rosa e tiara de madeirinha na cabeça. Ela é assim, e não liga nem um pouco para o que estão pensando dela.

  9-A ser prática

Confesso que ainda estou aprendendo a ser assim, porque ser totalmente como ela é meio difícil. Sabe essas tranqueiras de cozinha, que descascam os alimentos e fazem mais um monte de coisa?? Ela vai querer na vida dela, com certeza. Receitas rápidas, que podem ser feitas em 5 minutos, ela vai anotar.

10-A arrumar mala para viajar

Ela sabe arrumar uma mala como ninguém. Para uma viagem de 20 dias, ela se vira muito bem com uma malinha. Ainda estou aprendendo, mas é lição que facilita demais a vida em uma viagem!

Claro que tem muito mais, são inúmeros aprendizados, uma vida toda.  Fiquei até com vontade de escrever mais, mas isso ia ficar bem chato para vocês. rs

Foi bem legal fazer essa reflexão, você já pensou quantas coisas aprendeu com sua mãe?

Me conta ai vai??

Feliz dias da mães para vocês!

Este post é para provar para minha mãe que aprendi muita coisa com ela, que foram os seus ensinamentos que me transformaram na pessoa que sou hoje. Falo assim, pois na cabeça dela, valorizamos só as coisas que meu pai faz. Toda mãe de menina tem esse complexo né?  Se eu ainda não tive a […]

Leia mais



8 maio 2015

Já pensou fazer um book fotográfico em outro país?  Ou ter fotos profissionais daquela viagem incrível? A ideia é uma nova onda ou podemos chamar também de novo mercado. Brasileiros gostam muito de duas coisas: viajar e de fotografias. Pensando nisso, alguns fotógrafos que moram fora perceberam uma demanda crescente, oferecer fotografias profissionais para casais e famílias que estão viajando. Como levar um profissional é custo alto e contratar um da cidade de destino seja complicado por conta da língua, já tem muitos conterrâneos oferecendo esse serviço nas cidades mais visitadas pelos brasileiros.

Eu achei a ideia incrível, já quero fotos profissionais no Central Parque. rs Imagina?

Claro que hoje muita gente tem suas próprias câmeras profissionais, mas não dá para comparar com fotos feitas por profissionais.  Vi que algumas pessoas que sigo no instagram fizeram o book e o resultado das fotos é incrível. Não tenho ideia do preço destes books, acho que depende muito de quantas pessoas, horas de trabalho e a locação. Mas já que você está investindo tanto dinheiro em uma viagem, acredito que vale a pena investir um pouquinho mais e ter uma recordação perfeita daqueles momentos vividos.

Para quem vai para New York, pode contratar o trabalho da fotografa Martha Sachser, uma fofa, tem um blog muito bacana o NY And About, onde ela divulga o seu trabalho e a vida em NYC. Os registros de casais apaixonados são lindos, a magia e cenários da cidade ajudam muito.  Depois de ver essas fotos você vai desejar muito um book em NYC.

Outra cidade apaixonante que tem um fotografo brasileiro que oferece este tipo de trabalho é Paris. Quem não quer fotos perfeitas em Paris hein?  Leandro Dias foi morar em Paris para fazer o curso na escola da Nikon, e desde 2012 faz da cidade o seu estúdio. O instagram dele é recheado dos seus registros.

Muito bacana né?

Beijos, beijos

Já pensou fazer um book fotográfico em outro país?  Ou ter fotos profissionais daquela viagem incrível? A ideia é uma nova onda ou podemos chamar também de novo mercado. Brasileiros gostam muito de duas coisas: viajar e de fotografias. Pensando nisso, alguns fotógrafos que moram fora perceberam uma demanda crescente, oferecer fotografias profissionais para casais […]

Leia mais



5 maio 2015

edi3Faltam tantos post da viagem ainda, que daqui a pouco vai fazer uma ano que fui e não contei tudo para vocês. O que acontece é que são muitas fotos para selecionar e editar, e uma postagem como a de hoje -mil fotos vocês vão ver- acaba levando quase um dia inteiro. Mas vou deixar a preguiça de lado e agilizar o processo, afinal, falta o post mais querido de todos, do meu sonho de conhecer o parque do Harry Potter realizado.

Voltando o assunto de hoje, do dia que fomos passar o dia no Parque Alfred, foi um daqueles dias felizes, que você nem acredita que está em um lugar tão perfeito. Fica na cidade de Tallahassee mesmo, mas é bem longe, uns 40 minutos de ônibus da universidade. Mas valeu muito a pena, o lugar é incrível, de uma natureza impecável. Era a primeira vez da minha irmã no parque também, e ela ficou arrependida de não ter o visitado antes.

edi2 edi9O mais engraçado foi quando chegamos a pé, porque nos  Estados Unidos todo mundo tem carro, a mulher que estava na entrada do parque perguntou se íamos mesmo andando. Ela informou que o parque era grande e para chegar até o lago era longe. Na hora bateu um desanimo, mas fomos andando mesmo assim, afinal, não tínhamos outra opção. E americano realmente não anda a pé, porque depois de uns 20 minutos super agradáveis chegamos ao lago.
edi14edi15edi16Encontramos estas mesas de madeira, e fizemos um mini piquenique no meio da natureza e de muitos esquilos.
edi4 A história desse balão foi super engraçada, para quem não sabe eles são caríssimos aqui no Brasil, mas lá eles custam um dólar. A irmã sabe que adoro balões -não tive infância- e comprou esse para mim. E fiquei mesmo igual a criança, em quase todas as fotos eu estou com ele. rs
edi19 edi26 mont3 O lugar é tão bonito que muitos casamentos são realizados no parque. No dia,  vimos noivos que acabaram de confirmar os votos. Fiz uma foto deles, mas saiu muito tremida para postar. Uma pena!
edi6Olha esse lugar, perfeito para um  casamento com poucos convidados. Desejei muito que este parque fosse em BH, iria me casar nele com certeza.
edi7
Empolgamos tanto com o cenário que até simulamos um casamento com um casal de amigos da irmã. Gravamos um vídeo que ficou hilário, eu era a mãe da noiva.
edi27   edi8  edi10 edi11edi5 edi12 edi13Foi um dia feliz e de muito frio que ficará guardado na memória!

Para quem perdeu alguma parte do Diário USA aqui:

Parte 1
Parte 2
Parte 3
Parte 4

Faltam tantos post da viagem ainda, que daqui a pouco vai fazer uma ano que fui e não contei tudo para vocês. O que acontece é que são muitas fotos para selecionar e editar, e uma postagem como a de hoje -mil fotos vocês vão ver- acaba levando quase um dia inteiro. Mas vou deixar […]

Leia mais



2 maio 2015

Se tem um estilo de post que amo e paro para ler e, muitas vezes, até salvo nos favoritos, são os  de faça você mesmo. Sou péssima em trabalhos manuais, e fico boba como tem tanta gente boa e criativa para fazer esses projetinhos viu?! Para mim, os melhores DIY são aqueles que não têm cara de serem feitos a mão. E navegando por alguns blogs esta semana encontrei umas ideias incríveis. Com certeza vou tentar colocar em prática.
montagemdiy

1-Este primeiro projeto já estou louca para fazer, já vi muitas imagens no pinterest com essas canecas formando a palavra Love, mas nunca pensei que fosse tão simples reproduzir em casa.  O passo-a-passo está no Liraby, blog que sou apaixonada.

2-Genteee que ideia incrível, adorei essa tábua para decorar a cozinha. Quem ama a série Breaking Bad, como eu, lógico que vai querer fazer já. Tá no blog que é puro amor Na Nossa Vida

3-Pura delicadeza essa velas decoras, e fácil, fácil de fazer. A Fran do Morando Sozinha fez até um vídeo explicando o passo-a-passo (aqui).

4- Esse DIY está em inglês, mas pelas imagens podemos ver como é bem tranquilo de ser feito. Essa cúpula do abajur podemos encontrar em qualquer loja de decoração (aqui).

 E ai gostaram dos projetinhos? Vamos tentar?

Beijos

Se tem um estilo de post que amo e paro para ler e, muitas vezes, até salvo nos favoritos, são os  de faça você mesmo. Sou péssima em trabalhos manuais, e fico boba como tem tanta gente boa e criativa para fazer esses projetinhos viu?! Para mim, os melhores DIY são aqueles que não têm […]

Leia mais



28 abril 2015

1925222_849749221708604_333685150_nE quando tento ser uma blogueira toda bonitinha com posts já programados, o meu computador resolve morrer. E morreu com todas as minhas fotos e textos, e isso é quase um desespero total. O lado bom (se é que existe) é que o problema parece não ser tão sério, então oremos para ele sobreviver. O post hoje é bem rapidinho e já queria mostrar aqui para vocês tem um tempo.

Já fiz um posts sobre quadros na decoração (aqui), mas já pensou em decorar os ambientes da sua casa com pratos pintados à mão?   A artista Bruna Zanetti é de Belo Horizonte e faz sucesso vendendo porcelanas personalizadas. As ilustrações são uma delicadeza que só, e trazem muito charme para qualquer lar.  Você ainda pode pedir o desenho que quiser. Muito legal né?
porcelana
10565068_1032358256781032_5292858978324793231_n Aceito esse do panda de presente 🙂

A ideia teve início quando Bruna quis presentear o namorado de uma forma diferente, ela então escreveu um trecho da música preferida dele em uma porcelana. O resultado ficou tão bacana que ela resolveu investir na arte.

1908438_991938644156327_5439962165489807197_nPodem ser usados como porta-jóias também!

Hoje Bruna, que também é jornalista, vende seus pratinhos para todo Brasil. Quando tiver minha casa vou querer ter vários, com certeza!

Na página do atelier de Bruna no Facebook e o Instagram é repleto de inspirações.

Não é puro amor essas porcelanas?

E quando tento ser uma blogueira toda bonitinha com posts já programados, o meu computador resolve morrer. E morreu com todas as minhas fotos e textos, e isso é quase um desespero total. O lado bom (se é que existe) é que o problema parece não ser tão sério, então oremos para ele sobreviver. O […]

Leia mais



25 abril 2015

IMG_4259

Tem mil resenhas sobre a “cinquentinha” (apelido carinhoso) na internet, mas em nenhuma li sobre o que realmente achei da lente Canon 50 mm 1.8. Todo mundo fala tão bem dela, que esperava uma coisa do outro mundo. Não vou falar mal, a qualidade das fotos para retrato e o desfoque do fundo é incrível, mas ela é muito limitada.

Uma câmera profissional é um investimento, e sempre que alguém me pede dica sobre modelo para comprar, nunca indico uma profissional. Pelo fato que a pessoa, com certeza, vai se decepcionar. Não é fácil mexer, tem que gostar muito, fuçar e aprender um pouquinho sempre. Além de que outras pessoas nunca vão conseguir bater fotos para você. Sabe quando você não tem ninguém para bater suas fotos em um lugar lindo e você pede a um estranho “Por favor, será que você pode bater uma foto minha?” Quem nunca? Hahahaha E olha, com uma profissional vai ser uma sorte grande se o estranho conseguir bater a foto, quem dirá acertar o foco. Sério, não rola. É uma decepção!
IMG_4262Voltando a lente 50 mm, ela realmente me surpreendeu pela qualidade da imagem, mas me desagradou em dois aspectos: primeiro ela não tem zoom nenhum, é uma lente fixa, então fica quase impossível fazer fotos em ambientes pequenos. Só de detalhes, claro. Mas com ela é preciso se afastar muito da pessoa a ser fotografada. Se afastar muito mesmo, o que não dá certo em muitos lugares. O segundo ponto negativo é o foco, ela demora demais a focar. E se você estiver muito perto do objeto a lente não foca de jeito nenhum. É uma dificuldade!

IMG_4264A cinquentinha é uma das lentes mais baratas (Paguei em torno de 300 reais nos EUA) e leves da Canon, por isso, é a queridinha de muita gente. Eu comprei devido ao preço mesmo, e também pelas diversas resenhas falando muito bem dela. Para fazer fotos de objetos para o blog ela é perfeita. Este post aqui todas as imagem foram clicadas com ela.

Fotos feita com ela
IMG_3398 IMG_3402 IMG_3451
Essa foto foi feita nas cataratas, a lente me focou -já que estava em primeiro plano- e desfocou toda a  paisagem.
IMG_3500Esse são os meus avós da argentina. Gostei tanto desta foto deles. S2 Percebam que o fundo também foi todo desfocado. 

A lente 50 mm é boa para:

Fazer fotos de detalhes
Desfocar todo o fundo
Para fotos mais elaboradas (Quando o fotografo precisa se afastar muito do objeto a ser fotografado/ Devido a demora do foco)
Para ambientes escuros (Ela é uma lente clara)

Ela é ruim para:

Fazer fotos de turma, com muitas pessoas
Fotos de paisagem (Ela tente em focar no primeiro plano e desfocar o resto)
Fazer fotos rápidas
Fotos à noite na rua ( Sem um ponto de luz ela demora demais a focar, apesar de ser uma lente clara)
Para ambientes pequenos

Opinião final: Não arrependi de ter comprado, mas acho que poderia ter juntado mais grana e comprado uma lente mais versátil. Aconselho para quem necessita fazer fotos de detalhes e objetos. A maioria das blogueira a usam para fazer fotos de look do dia, pois a lente dá destaque para o primeiro plano, que é o look. Entretanto, acredito que com o tempo vou pegando o jeito, e vou acabar me apaixonando por ela.

E você tem uma cinquentinha? O que acha dela?

Tem mil resenhas sobre a “cinquentinha” (apelido carinhoso) na internet, mas em nenhuma li sobre o que realmente achei da lente Canon 50 mm 1.8. Todo mundo fala tão bem dela, que esperava uma coisa do outro mundo. Não vou falar mal, a qualidade das fotos para retrato e o desfoque do fundo é incrível, […]

Leia mais



22 abril 2015

O título deste post é um pouco estranho, pois quem assiste House Of Cards sabe que o casal Underwood não vale nada, nem o prato que comem. Sem escrúpulos e completamente sem caráter o casal não mede esforços para chegar onde quer. Mas apesar disso, podemos tirar algumas lições, afinal, eles chegaram à presidência dos Estados Unidos e isso não é mesmo para qualquer um.
house

1-Ter muito foco

Uma coisa que o casal Underwood sabe muito bem é aonde querem chegar. Eles são focados ao extremo, suas vidas caminham em uma mesmo direção. Todas as ações são pensadas no objetivo final. E quando temos uma meta bem defina em nossas vidas todo o processo fica mais simples e seguro.

2-Pensar estrategicamente
Season_2_Chapter_26Apesar das estratégias dos Underwoods serem um jogo sujo, passando em cima de qualquer um sem dó e nem piedade, temos que assumir que eles são bons. Cada passo, cada conversa e ação são muito bem planejados.  E para alcançar qualquer meta, primeiro precisamos pensar em estratégias que nos farão chegar lá.

3-Fazer tarefas chatas

E quem disse que o caminho será fácil? E com Frank e Claire também é assim. Eles fazem muitas coisas que detestam, quase não existe lazer, eles trabalham incansavelmente.

4-Passar Credibilidade
house-of-cardsSeja firme com suas palavras e ações. Quem duvida da credibilidade de Frank? E mesmo se errar, peça desculpas e volte atrás. Construa uma imagem forte, mas ao mesmo tempo flexível.

5-Vestir de acordo com a ocasião
b73307a3-48bb-46e0-80e3-e32abe6de472-2060x1236-986x591Outro quesito que passa confiança e credibilidade é saber se vestir.  E nisso os Underwoods mandam bem demais. O casal é impecável. E os looks sóbrios e sociais de Claire são perfeitos para qualquer ocasião. Chique e discreta na medida certa.

6-Confiar no trabalho em equipe

Apesar de Frank e Claire serem um dupla bastante fechada, eles precisam de uma equipe competente ao lado. E em diversas partes do seriado, nas muitas falcatruas rs, o casal precisa confiar na equipe, pois não conseguem resolver tudo sozinhos.

frank-claire-underwoodEu não sou super fã da série, vivo entre o amor e o ódio. rs Exagero, apenas empolgo em algum momentos e tenho preguiça de assistir em outros. Mesmo assim recomendo. Dá para aprender muito de política também.

Tá vendo os Underwoods têm muito a ensinar!  E vocês já aprenderam algo com esse casal mau caráter? rs

O título deste post é um pouco estranho, pois quem assiste House Of Cards sabe que o casal Underwood não vale nada, nem o prato que comem. Sem escrúpulos e completamente sem caráter o casal não mede esforços para chegar onde quer. Mas apesar disso, podemos tirar algumas lições, afinal, eles chegaram à presidência dos […]

Leia mais



14 abril 2015

Na sexta-feira fui a uma palestra muito interessante no Minas Trend- depois conto mais- e aproveitei para almoçar com uma amiga querida. Já queria conhecer o Deli Fresh Food  há tempos, pois ele tem uma pegada natural e saudável. E como essa amiga é vegetariana, ela topou na hora.
unnamed (1)O lugar é um charme, lindo e com frutas frescas espalhadas pelos cantos. A ideia é mesmo a alimentação saudável. Durante a semana há duas opções de pratos por dia. Confesso que quando li sobre os pratos não me interessei muito não. Um era Baião de dois vegetariano (feijão fradinho, lentilha, arroz integral, coentro e legumes) e o outro um ratatouille (abobrinha e berinjela ao molho de tomate e pesto) acompanhado de um filé de lombo. Muito natureba né?
unnamedO baião de dois vegetariano

Só que o lugar é tão simpático que topei comer mesmo assim. A minha amiga foi de arroz e eu fui de lombo. Genteee vocês acreditam que me surpreendi demais com o sabor dos dois pratos? Odeio lentilha e coentro, mas o arroz estava maravilhoso.

Para beber há opções de chás (tomei um de hortelã com abacaxi) e o suco do dia, que é sempre uma mistura de ingredientes naturais. Os pratos do dia custam entre 20 a 25 reais, e são muito bem servidos. Veio também uma saladinha de batatas com azeitona de entrada que estava uma verdadeira delícia. Acredito que cada dia deve ser uma entrada diferente também.
10603208_705488452833123_4417846228355048530_nNo restaurante ainda dá para comprar frutas e verduras orgânicas, além de uma geladeira com molhos prontos e sobremesas light. Com certeza o Deli Fresh é uma experiência gastronômica incrível, até para quem torce o nariz para comida saudável!

Informações:

Rua Pernambuco 989, loja 1 – Savassi
Telefone: 031 3267-4945
Funcionamento: 09:30 – 19:30

Fotos: Paulo Cunha / Outra Visão

Na sexta-feira fui a uma palestra muito interessante no Minas Trend- depois conto mais- e aproveitei para almoçar com uma amiga querida. Já queria conhecer o Deli Fresh Food  há tempos, pois ele tem uma pegada natural e saudável. E como essa amiga é vegetariana, ela topou na hora. O lugar é um charme, lindo […]

Leia mais



9 abril 2015

tumblr_m40pz5yH1F1rw6b9ko1_500

Quem nunca ouviu essa frase alguma vez na vida hein? Já falei diversas vezes para minha irmã “Você quer abraçar o mundo!”. Ela é assim, tenta fazer mil coisas ao menos tempo, e no final fica esgotada e decepcionada por não ter dado conta de tudo. Mas acredito sinceramente que esse é um mau da nossa geração, todo mundo sofre de uma ansiedade maluca. Queremos tudo para ontem, ter conquistas rápidas, ver os resultados dos nossos esforços da noite para o dia. Mesmo sabendo, no fundo da nossa consciência, que a vida não se desenrola desta forma. E a internet faz tudo piorar, acordamos e já vemos milhares de pessoas que pularam da cama e que estão fazendo a vida acontecer. E ai, você pensa: “Meu Deus, eu ainda estou de pijamas”. Dá um desespero na alma, uma vontade de correr. Mas correr para onde?

E fica aquela sensação que você nunca está vivendo a vida como gostaria. Que está perdendo alguma coisa, mesmo que você não saiba o que é. E na busca insana de encontrar um caminho, um lugar ao sol, acabamos nos perdemos. Nossa ação é querer fazer tudo ao mesmo tempo, para que isto dê algum sentindo à vida, e acabamos trocando as mãos pelos pés. Um exemplo foi quando formei e ainda não estava trabalhando, e a maioria dos meus colegas já estava fazendo uma pós-graduação. O meu pensamento era: “Não posso ficar parada, tenho que fazer uma pós”. Mas por que isso gente? Eu ainda nem sabia que área dentro do jornalismo iria atuar. Só que aquela sensação de estarmos perdendo algo, aparece. E é ela que nos faz embolar todo o meio de campo viu?!

Minha conclusão é quem quer fazer tudo, acaba não fazendo nada.  E, apesar desta minha afirmação, no momento o meu desejo é viajar o mundo, abrir uma empresa e ter um emprego fixo. De qual eu irei abrir mão, ainda não sei. O jeito é respirar fundo, esperar o barco ancorar e a vida se ajeitar.

Quem nunca ouviu essa frase alguma vez na vida hein? Já falei diversas vezes para minha irmã “Você quer abraçar o mundo!”. Ela é assim, tenta fazer mil coisas ao menos tempo, e no final fica esgotada e decepcionada por não ter dado conta de tudo. Mas acredito sinceramente que esse é um mau da […]

Leia mais



7 abril 2015

Adoro livros bobinhos e best Seller, não tenho nenhum preconceito. Tem muita gente que tem né? Muitos colegas jornalistas têm. Mas meu pensamento é que qualquer tipo de cultura enriquece de alguma forma.  E, às vezes, a gente quer ler algo mais leve só para passar o tempo mesmo. E ultimamente tenho lido muitos livros assim antes de dormir. Então aqui vai a minha indicação de três livros neste estilo.

O irresistível café de Cupcakes
oirresistivelcafedecupcakes

O título é  curioso, quem não curte um  Cupcake? A linguagem é simples e a narrativa é divertida. A personagem principal é  Ellen Branford, uma advogada poderosa de NY, noiva de um cara de família rica e tradicional que vai para Beacon, cidadezinha do interior do Maine, para realizar o último desejo da sua avó.

Acostumada a uma vida de luxos e artigos caros, ela estranha muito a simplicidade encontrada na pequena cidade.  Em sua estádia em Beacon, Ellen descobre fatos sobre a sua avó que nunca soube, e passa a se descobrir mais como pessoa também. A personagem percebe que seus gostos são muito mais simples do que ela pensava, e que é possível encontrar a felicidade em pequenas situações. E no meio de toda descoberta tem ainda a sua vida amorosa, que se divide entre dois homens de mundos tão distintos. Um livro bem gostoso de ler!

Procura-se um marido
resenhaprocuraseummarido

Vi este livro na Leitura e o título gera uma curiosidade né? Uma tia me viu lendo e morreu de rir, pois a primeira impressão é que ele seja um livro de autoajuda. Ela deve ter achado que estou muito desesperada. rs Mas o livro não ensina a procurar um marido viu? rs Eu, particularmente, adorei a história. É super  bobinha, mas não dá vontade de parar de ler. E a obra é enorme, são quase 500 páginas, tem que te fisgar mesmo para você conseguir terminar de ler.

A leitura é fácil e tem muitas falas, terminei em uma semana. Conta a história de Alicia, única herdeira de um império e extremamente mimada, nunca trabalhou na vida e que curte a vida intensamente. Porém, o que ela não esperava era a morte repentina do seu avô, com quem tinha uma relação muito afetuosa. Ainda triste e atordoada pela perda, descobre que seu avô colocou uma clausura no testamento. Alicia só teria direito a herança depois de um ano de casada, e casamento não é uma ideia que passa por sua cabeça. A trama é bastante envolvente, e claro, também tem uma história de amor. O livro é uma boa distração.

 A Aposta
resenhaaposta

O livro é bem previsível. Um triangulo amoroso composto por dois irmãos e uma mesma mulher. A trama é bem bobinha e fraca, não me surpreendeu sabe? A construção dos personagens é bem rasa também, pois têm livros que a história é ruim, mas a gente acaba se apaixonando por algum personagem. Na A Aposta isso não acontece. Nenhum personagem ganhou o meu amor.  Mas eu acabei torcendo pela história de amor no final. O bom é que a obra é pequena, tem 288 páginas. A leitura também é fácil e tem muitas falas. Dá para acabar rapidinho.

Li os livros pelo IPad, baixei no site Le Livros. Fica a dica!!

 

 

 

Adoro livros bobinhos e best Seller, não tenho nenhum preconceito. Tem muita gente que tem né? Muitos colegas jornalistas têm. Mas meu pensamento é que qualquer tipo de cultura enriquece de alguma forma.  E, às vezes, a gente quer ler algo mais leve só para passar o tempo mesmo. E ultimamente tenho lido muitos livros […]

Leia mais