12 março 2013
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

cdeb37dc9edae0be2ca66bae2db5aba4

É difícil adivinhar o que queremos. Eu quero o mundo ou talvez só você do meu lado numa tarde de domingo. Quero andar por estradas tortuosas, experimentar um pouco das malícias do mundo, mas isso tudo pode ser ao seu lado. Não preciso fazer sozinha. Quero sorrir, quero chorar, até não me aguentar mais. Será que você aguenta? Meu desequilíbrio é habitual, tem dias que o sol matinal acalenta minha alma e me preenche por inteiro. Já tem dias que o sol é uma claridade que machuca, que expõem os meus defeitos de uma forma desnuda demais. O humor varia assim, como as nuances do tempo e suas previsões. Nestas horas te peço um belo sorriso, aquele que me faz sentir segura e bonita ao mesmo tempo. Aquele que me diz que você está comigo e que tudo vai passar rápido.

Preciso, então, de um banho quente, quase urgente, para lavar todo o desconforto e os pensamentos ruins. Banho quente, fumegante, é quase a solução para todos os meus problemas. Água fervendo desinfeta, mata vermes, matando assim a minha parte descrente. E ao abrir a porta sou outra. Visto velhos pijamas, aqueles que possuem a forma exata do meu corpo e, de repente, a vida se resume em pequenos detalhes. Água quente, velhos pijamas e suas mãos. Respiro fundo e percebo que a vida não precisar ser muita. Ela pode ser na medida perfeita, com o humor inconstante e suas mãos firmes. Àquelas em que eu posso me segurar quando a insanidade chega. E, sem perceber e nem notar, a felicidade me alcança.

Comments

comments

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

cdeb37dc9edae0be2ca66bae2db5aba4

É difícil adivinhar o que queremos. Eu quero o mundo ou talvez só você do meu lado numa tarde de domingo. Quero andar por estradas tortuosas, experimentar um pouco das malícias do mundo, mas isso tudo pode ser ao seu lado. Não preciso fazer sozinha. Quero sorrir, quero chorar, até não me aguentar mais. Será que você aguenta? Meu desequilíbrio é habitual, tem dias que o sol matinal acalenta minha alma e me preenche por inteiro. Já tem dias que o sol é uma claridade que machuca, que expõem os meus defeitos de uma forma desnuda demais. O humor varia assim, como as nuances do tempo e suas previsões. Nestas horas te peço um belo sorriso, aquele que me faz sentir segura e bonita ao mesmo tempo. Aquele que me diz que você está comigo e que tudo vai passar rápido.

Preciso, então, de um banho quente, quase urgente, para lavar todo o desconforto e os pensamentos ruins. Banho quente, fumegante, é quase a solução para todos os meus problemas. Água fervendo desinfeta, mata vermes, matando assim a minha parte descrente. E ao abrir a porta sou outra. Visto velhos pijamas, aqueles que possuem a forma exata do meu corpo e, de repente, a vida se resume em pequenos detalhes. Água quente, velhos pijamas e suas mãos. Respiro fundo e percebo que a vida não precisar ser muita. Ela pode ser na medida perfeita, com o humor inconstante e suas mãos firmes. Àquelas em que eu posso me segurar quando a insanidade chega. E, sem perceber e nem notar, a felicidade me alcança.

Comments

comments



Comentários


Deixe seu comentário:

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×