5 fevereiro 2015
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Queria muito saber onde eu estava com a cabeça no dia primeiro de Janeiro quando tomei essas decisões?! Ainda é fevereiro e já estou tão arrependida, mas agora é questão de honra. Uma das minhas resoluções de Ano Novo, que não é uma meta e sim uma escolha, é ficar um ano sem beber refrigerante. Tá, até ai nada demais. Muita gente toma essa atitude em busca de uma boa alimentação.  Estamos cansados de saber que refrigerantes fazem mal à saúde. O ideal é ir tirando aos pouquinhos da vida, mas a maluca aqui decidiu cortar de vez e ficar um ano sem beber nem uma gotinha. Para quem sabe essa medida dure para o resto da vida.
r*Apreciando um dos meus últimos copos de coca gelada.

Não sou uma pessoa que ama a bebida, longe disso. Tomava mais nos finais de semana e em festas, mas confesso que uma coca gelada tem o seu lugar. Comer um mega hambúrguer com suco não é a mais coisa, e um churrasco então? Nem se fala. O primeiro mês do ano passou e até o momento passei muita vontade, mas resisti bravamente. rs

Mas essa meta dá para encarar mais de boa, a segunda já é muito tensa. Eu tomei a louca decisão de ficar um ano sem comprar roupas. Um ano SEM COMPRAR????  Nem uma só blusinha, nem uma tendência baratinha, nada.  Digam-me, onde eu estava com a cabeça?
1 *Me acabando no shopping! Muito Consumismo!

Na verdade essa atitude foi muito bem pensada, apesar de já estar um pouco arrependida.  rs Pois nem o kimono que  desejava eu comprei, nem o shortinho preto desfiado e muito menos o body  tào querido eu adquiri antes da minha decisão. #triste

Comprei muitas roupas nas minhas viagens. Juntei grana para essa finalidade, só que na volta eu me assustei com a quantidade. Não cabe mais no guarda-roupa, apesar da limpeza que já fiz no bazar (aqui) antes de viajar. E sabe, a consciência pesou, realmente não necessito de tudo isso. Apesar de ter amado as minhas novas aquisições novas. HAHAHA

Em apenas um mês nos Estados Unidos já consegui perceber e questionar a cultura do consumo que existe no país. São muitos shoppings com lojas enormes.  A oferta é grande, tudo é muito barato e você acaba comprando. Muitas vezes sem necessidade. O pensamento é “Está tão barato, vou levar”. Só que isso gera um impacto para o mundo, para a natureza, principalmente. Excesso de lixo. Sabia que lá você consegue montar uma casa só com os móveis e eletrodomésticos que eles descartam no lixo? Nem pensam em dar para os outros, como fazemos no Brasil, vai direto para o lixo mesmo.consumismo_americano

Bom janeiro passou, já sofri muitas tentações, mas resisti bravamente. O mais engraçado foi contar essa decisão para as pessoas. Minha família e namorado apoiaram demais. Na cabeça deles eu sou consumista. rs Já minhas amigas duvidam muito que eu fique este tempo todo sem comprar.

Mas um dos meus desejos este ano é juntar dinheiro. O ano passado me mostrou que é possível poupar para realizar alguns sonhos. Então este é meu foco!

Ah ganhar roupas eu posso, lógico, não vou recusar presente. Então família, por favor, quero roupas no meu aniversário. #ficaadica

E vocês já tomaram alguma decisão maluca para este ano?

Comments

comments

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Queria muito saber onde eu estava com a cabeça no dia primeiro de Janeiro quando tomei essas decisões?! Ainda é fevereiro e já estou tão arrependida, mas agora é questão de honra. Uma das minhas resoluções de Ano Novo, que não é uma meta e sim uma escolha, é ficar um ano sem beber refrigerante. Tá, até ai nada demais. Muita gente toma essa atitude em busca de uma boa alimentação.  Estamos cansados de saber que refrigerantes fazem mal à saúde. O ideal é ir tirando aos pouquinhos da vida, mas a maluca aqui decidiu cortar de vez e ficar um ano sem beber nem uma gotinha. Para quem sabe essa medida dure para o resto da vida.
r*Apreciando um dos meus últimos copos de coca gelada.

Não sou uma pessoa que ama a bebida, longe disso. Tomava mais nos finais de semana e em festas, mas confesso que uma coca gelada tem o seu lugar. Comer um mega hambúrguer com suco não é a mais coisa, e um churrasco então? Nem se fala. O primeiro mês do ano passou e até o momento passei muita vontade, mas resisti bravamente. rs

Mas essa meta dá para encarar mais de boa, a segunda já é muito tensa. Eu tomei a louca decisão de ficar um ano sem comprar roupas. Um ano SEM COMPRAR????  Nem uma só blusinha, nem uma tendência baratinha, nada.  Digam-me, onde eu estava com a cabeça?
1 *Me acabando no shopping! Muito Consumismo!

Na verdade essa atitude foi muito bem pensada, apesar de já estar um pouco arrependida.  rs Pois nem o kimono que  desejava eu comprei, nem o shortinho preto desfiado e muito menos o body  tào querido eu adquiri antes da minha decisão. #triste

Comprei muitas roupas nas minhas viagens. Juntei grana para essa finalidade, só que na volta eu me assustei com a quantidade. Não cabe mais no guarda-roupa, apesar da limpeza que já fiz no bazar (aqui) antes de viajar. E sabe, a consciência pesou, realmente não necessito de tudo isso. Apesar de ter amado as minhas novas aquisições novas. HAHAHA

Em apenas um mês nos Estados Unidos já consegui perceber e questionar a cultura do consumo que existe no país. São muitos shoppings com lojas enormes.  A oferta é grande, tudo é muito barato e você acaba comprando. Muitas vezes sem necessidade. O pensamento é “Está tão barato, vou levar”. Só que isso gera um impacto para o mundo, para a natureza, principalmente. Excesso de lixo. Sabia que lá você consegue montar uma casa só com os móveis e eletrodomésticos que eles descartam no lixo? Nem pensam em dar para os outros, como fazemos no Brasil, vai direto para o lixo mesmo.consumismo_americano

Bom janeiro passou, já sofri muitas tentações, mas resisti bravamente. O mais engraçado foi contar essa decisão para as pessoas. Minha família e namorado apoiaram demais. Na cabeça deles eu sou consumista. rs Já minhas amigas duvidam muito que eu fique este tempo todo sem comprar.

Mas um dos meus desejos este ano é juntar dinheiro. O ano passado me mostrou que é possível poupar para realizar alguns sonhos. Então este é meu foco!

Ah ganhar roupas eu posso, lógico, não vou recusar presente. Então família, por favor, quero roupas no meu aniversário. #ficaadica

E vocês já tomaram alguma decisão maluca para este ano?

Comments

comments



Comentários


Deixe seu comentário:

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×