5 junho 2012
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Ontem eu fui assistir à palestra da Cris Guerra no Griffe Show, já tinha ouvido falar super bem dela. Sempre achei o tema interessante “Moda e Autoestima”, pois acredito que sejam assuntos que realmente tenham tudo a ver. Na palestra eu me surpreendi com a sinceridade da Cris Guerra ao contar um pouco da sua história e como a sua relação com a moda a ajudou na sua aceitação sobre si mesma. E como isso é importante, gostar de si mesma, se sentir confortável com suas qualidades e defeitos. A maioria das pessoas passa a vida inteira sem se aceitar. Procurando por um padrão que, muitas vezes, não existe. Cada ser é único.

E é ai que muitas pessoas julgam mal a moda. A moda serve para nos diferenciar e não para nos igualar. Claro que sempre vão existir as tendências e pessoas que seguem tudo ao pé da letra, mas a moda te dá oportunidade de ser diferente também. A Cris nunca gostou de ficar horas escovando os cabelos como suas irmãs. Os cortou e sentiu-se bem com isso.  Sempre achou que tinha pernas finas para usar minissaia. Um dia usou, seu espelho aprovou, e hoje ela não vive mais sem. Ela aceitou também os seus dentes avantajados e hoje acredita ser até um charme seu.

E como a gente realmente tem umas bobeiras dessas neh? Ninguém é perfeito, todos nós temos lá nossos defeitinhos, que podem, – porque não? – virar um charme.  Mas isso é uma construção diária. Não ligar para o que os outros dizem sobre a gente é uma tarefa difícil, pois é no ceio familiar que nascem os nossos primeiros “traumas”. Muitas vezes, sem intenção, nossa mãe comenta sobre nossa estatura, nossas pernas finas, nosso cabelo crespo e pronto, ficamos com aquilo na cabeça.

 Mas como diz a Cris Guerra “Explore seus pontos fortes. Também pode se explorar seus defeitos e torná-los um charme, uma marca”. Então vamos fazer isso já?
Anotei umas dicas dela que achei bacanérrimas e que podemos levar com a gente:

1-Se diferencie, escolha o seu perfume. O seu corte de cabelo.

2-Desenvolva uma forma sua de combinar as cores, as peças, os acessórios.

3-A moda passa a obedecer você e não ao contrário.

4-A chave da autoestima é você ter consciência de ser único e gostar de ser quem você é. Estar confortável em si.

5- Somos a nossa estilista e nossa modelo. Seja sua melhor top model.

6- Tenha como parâmetro você mesma

Vocês já viram esse vídeo? Muito bom esse texto, é para pensar mesmo.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=7mLmiKiL1uk]

Já parou pra pensar que a moda pode ser futilidade quando dela somos escravosmas pode ser arte quando a usamos como forma de expressão”

Comments

comments

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Ontem eu fui assistir à palestra da Cris Guerra no Griffe Show, já tinha ouvido falar super bem dela. Sempre achei o tema interessante “Moda e Autoestima”, pois acredito que sejam assuntos que realmente tenham tudo a ver. Na palestra eu me surpreendi com a sinceridade da Cris Guerra ao contar um pouco da sua história e como a sua relação com a moda a ajudou na sua aceitação sobre si mesma. E como isso é importante, gostar de si mesma, se sentir confortável com suas qualidades e defeitos. A maioria das pessoas passa a vida inteira sem se aceitar. Procurando por um padrão que, muitas vezes, não existe. Cada ser é único.

E é ai que muitas pessoas julgam mal a moda. A moda serve para nos diferenciar e não para nos igualar. Claro que sempre vão existir as tendências e pessoas que seguem tudo ao pé da letra, mas a moda te dá oportunidade de ser diferente também. A Cris nunca gostou de ficar horas escovando os cabelos como suas irmãs. Os cortou e sentiu-se bem com isso.  Sempre achou que tinha pernas finas para usar minissaia. Um dia usou, seu espelho aprovou, e hoje ela não vive mais sem. Ela aceitou também os seus dentes avantajados e hoje acredita ser até um charme seu.

E como a gente realmente tem umas bobeiras dessas neh? Ninguém é perfeito, todos nós temos lá nossos defeitinhos, que podem, – porque não? – virar um charme.  Mas isso é uma construção diária. Não ligar para o que os outros dizem sobre a gente é uma tarefa difícil, pois é no ceio familiar que nascem os nossos primeiros “traumas”. Muitas vezes, sem intenção, nossa mãe comenta sobre nossa estatura, nossas pernas finas, nosso cabelo crespo e pronto, ficamos com aquilo na cabeça.

 Mas como diz a Cris Guerra “Explore seus pontos fortes. Também pode se explorar seus defeitos e torná-los um charme, uma marca”. Então vamos fazer isso já?
Anotei umas dicas dela que achei bacanérrimas e que podemos levar com a gente:

1-Se diferencie, escolha o seu perfume. O seu corte de cabelo.

2-Desenvolva uma forma sua de combinar as cores, as peças, os acessórios.

3-A moda passa a obedecer você e não ao contrário.

4-A chave da autoestima é você ter consciência de ser único e gostar de ser quem você é. Estar confortável em si.

5- Somos a nossa estilista e nossa modelo. Seja sua melhor top model.

6- Tenha como parâmetro você mesma

Vocês já viram esse vídeo? Muito bom esse texto, é para pensar mesmo.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=7mLmiKiL1uk]

Já parou pra pensar que a moda pode ser futilidade quando dela somos escravosmas pode ser arte quando a usamos como forma de expressão”

Comments

comments



Comentários


Stephanie Martins

wow… amei o post. É uma ótima reflexão… “cada ser é único”. E o video é fofo. =)

RESPONDER

Deixe seu comentário:

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×