21 maio 2015

Medo é uma coisa muito pessoal. Algumas pessoas não têm medo nenhum de pular de Bungee jumping, mas possuem pavor de falar em público. Muitas vezes o medo pode te levar a uma vida limitada e privada de novas sensações, já pensou nisso?

8fc97ea27a21fb7dc6b0f2040b452ccf

Michelle mudou-se para Nova Iorque para fazer mestrado, e lá surgiu a ideia para o projeto, devido               aos seus medos em relação a cidade!

E foi avaliando suas atitudes e sentindo que não aproveitava a vida como deveria, pelo fato de possuir alguns temores, a venezuelana Michelle Poler criou um projeto pessoal, onde desafia a si mesma a enfrentar os seus maiores medos. Com o nome em inglês “100Days Without Fear” (100 Dias sem Medo, em português).

A descrição no site do projeto:

“O momento em que você percebe que quer viver a vida ao máximo . Você entende que a única coisa entre você e seus sonhos é o medo. No instante em que você decidir libertar-se de um estilo de vida limitada e começar a ter experiências reais que levarão a resultados reais”

Quando li a matéria no Hypeness, achei a ideia incrível. E como é difícil enfrentar os nossos medo não é mesmo? Fiquei pensando muito nisso, nos meus medos pessoais e como essa sensação realmente nos limita.

No projeto, Michelle encara alguns medo bobos para algumas pessoas, mas que para ela fazem a diferença, como ir ao teatro sozinha, ficar bêbada ou andar de bicicleta pela primeira vez. Ela grava tudo em vídeos curtinhos e bem divertidos e, ao final, avalia o seu medo em uma escala de antes, durante e depois.
emoji

Michelle, que nem conheço mas já considero pakas, obrigada por compartilhar essa ideia com o mundo. Me inspirou muito!

E você o que achou do projeto?

 

michelle-pole

Medo é uma coisa muito pessoal. Algumas pessoas não têm medo nenhum de pular de Bungee jumping, mas possuem pavor de falar em público. Muitas vezes o medo pode te levar a uma vida limitada e privada de novas sensações, já pensou nisso? E foi avaliando suas atitudes e sentindo que não aproveitava a vida como deveria, […]

Leia mais



19 maio 2015

Amo programas que envolvem música, até show de calouros paro para assistir. rs Acredito que muita gente curte também, já que vira e mexe surge uma nova atração com esse foco. Acompanhei a primeira edição de SuperStar, onde a banda vencedora foi a Malta. Banda muito boa, mas não conquistou meu coração. Já ontem assistindo ao programa me apaixonei por duas bandas.  Adoro bandas de pop/rock, já fui muito fã de Jota Quest e Skank. E em minha opinião, o mercado está precisando de novas bandas nestes estilos. E aí que o programa é uma ótima vitrine para descobrimos essa galera boa, que até então não fazia tanto sucesso.

Minhas queridinhas do grupo do Paulo Ricardo:

Supercombosupercombo_01

Surgiu em 2007, em Vitória (ES), mas se consolidou em São Paulo. Formada por Léo Ramos (Voz e guitarra), Carol Navarro (Baixo), Pedro Ramos (Guitarra e voz), Raul de Paula (Bateria), Paulo Vaz (Teclado e Efeitos). Muito legal uma mulher no baixo né?

Amianto é o terceiro CD lançado pelo grupo, e tem músicas tão bonitinhas. O single  “Piloto Automático” já foi visto um milhão de vezes no youtube. Os clipes são criativos e originais, assim como as canções autorais. A banda é fofa e o vocalista é muito simpático e caricato. Na minha opinião, vão longe no programa. Já estão na minha playlist!

ScaleneScalene-baixaJá é uma banda profissional e já faz muito sucesso na web, só faltavam ser conhecidos no Brasil inteiro. Eles mandam tão bem nas apresentações do programa, que ontem fizeram até a Sandy perder a compostura. rs O quarteto é formado por Gustavo Bertoni (vocal, guitarra), Tomás Bertoni (guitarra), Lucas Furtado (baixo) e Philipe Conde Nogueira (bateria e vocal). É um rock instrumentalmente pesado, não curto tanto, mas as letras das músicas me conquistaram. Essas duas músicas são mais calminhas. “Amanheceu” é linda demais, merece o clique.

Scalene nasceu em Brasília em 2008 e, por enquanto, tem dois trabalhos lançados, o EP “Scalene”; e o CD “Cromático”. Ahhh informação importante, os meninos são uns gatenhos. kkkk

Para quem nunca assistiu, o programa funciona por fases. Cada jurado tem um time de bandas. Nos próximos dois domingos os times do Thiaguinho e da Sandy, os outros jurado do SuperStar, farão suas apresentações. E já adianto, tem muita gente boa nestes times também.

Me conta, para que banda vai a sua torcida??

Scalene-baixa

Amo programas que envolvem música, até show de calouros paro para assistir. rs Acredito que muita gente curte também, já que vira e mexe surge uma nova atração com esse foco. Acompanhei a primeira edição de SuperStar, onde a banda vencedora foi a Malta. Banda muito boa, mas não conquistou meu coração. Já ontem assistindo […]

Leia mais



2 maio 2015

Se tem um estilo de post que amo e paro para ler e, muitas vezes, até salvo nos favoritos, são os  de faça você mesmo. Sou péssima em trabalhos manuais, e fico boba como tem tanta gente boa e criativa para fazer esses projetinhos viu?! Para mim, os melhores DIY são aqueles que não têm cara de serem feitos a mão. E navegando por alguns blogs esta semana encontrei umas ideias incríveis. Com certeza vou tentar colocar em prática.
montagemdiy

1-Este primeiro projeto já estou louca para fazer, já vi muitas imagens no pinterest com essas canecas formando a palavra Love, mas nunca pensei que fosse tão simples reproduzir em casa.  O passo-a-passo está no Liraby, blog que sou apaixonada.

2-Genteee que ideia incrível, adorei essa tábua para decorar a cozinha. Quem ama a série Breaking Bad, como eu, lógico que vai querer fazer já. Tá no blog que é puro amor Na Nossa Vida

3-Pura delicadeza essa velas decoras, e fácil, fácil de fazer. A Fran do Morando Sozinha fez até um vídeo explicando o passo-a-passo (aqui).

4- Esse DIY está em inglês, mas pelas imagens podemos ver como é bem tranquilo de ser feito. Essa cúpula do abajur podemos encontrar em qualquer loja de decoração (aqui).

 E ai gostaram dos projetinhos? Vamos tentar?

Beijos

image

Se tem um estilo de post que amo e paro para ler e, muitas vezes, até salvo nos favoritos, são os  de faça você mesmo. Sou péssima em trabalhos manuais, e fico boba como tem tanta gente boa e criativa para fazer esses projetinhos viu?! Para mim, os melhores DIY são aqueles que não têm […]

Leia mais



10 setembro 2013

Esse último domingo foi delicioso e bem diferente. Tenho um grupo de amigas da faculdade intitulado de “Lulus”, ( Que outro nome caberia? rs) , ele é só de meninas mesmo. Hoje não lembro mais como a ideia surgiu ou quem inventou , mas nós sempre organizamos chazinhos e encontros super femininos. Um dos primeiros encontros foi um chá mesmo, com leite quente e tudo mais. E vou confessar que hoje formada há quase dois anos, acho esses encontros incríveis, é uma forma de nos mantermos em contato sempre. E como é bom um encontro só de mulheres né?

Desta vez decidimos fazer um piquenique ao ar livre em um parque aqui de BH. Foi incrível, comemos um monte de quitutes deliciosos e colocamos a conversa em dia. Deu vontade de ficar ali o dia todo, já queremos outros. Fica a dica para você organizar um encontro assim com suas amigas. Espia só as fotos:

IMG_8057 IMG_8062 IMG_8063 IMG_8067 IMG_8075IMG_8077 eeIMG_8081As fotos retrataram bem o dia lindo e o quanto é bonito o Parque Ecológico da Pampulha. Teve rosca caseira e bolo de limão, além de pão de queijos, Muffins e outras gostosuras.

IMG_8081

Esse último domingo foi delicioso e bem diferente. Tenho um grupo de amigas da faculdade intitulado de “Lulus”, ( Que outro nome caberia? rs) , ele é só de meninas mesmo. Hoje não lembro mais como a ideia surgiu ou quem inventou , mas nós sempre organizamos chazinhos e encontros super femininos. Um dos primeiros […]

Leia mais



10 maio 2012

Nesse último final de semana,  minha irmã me mostrou um livrinho que chegou junto com o jornal Estado de Minas. Era sobre o concurso Paisagens Mineiras. Eu não conhecia esse concurso (desinformada rs) , mas achei incríveis as fotos dos primeiros colocados de 2011. Sou louca por paisagens, posso ficar horas olhando para uma. Viajar me faz bem por isso, olhar as paisagens que surgem pelo caminho é uma delicia. E Minas Gerais tem cenários magníficos.

No concurso os candidatos passam por quatro etapas e, ao final, oito fotos são selecionadas e vão a voto popular. A foto com mais votos é a vencedora. O prêmio é uma câmera Canon 5D, o sonho de todo fotografo. Ah e qualquer pessoa acima de 16 anos pode participar.

O primeiro lugar foi para Gabriel Oliveira, Cidade de Itabira.

Segundo Lugar Antônio Carvalho, Cidade de São João Del Rei

Terceiro Lugar: Sidney de Almeida, Cidade Oliveira

Quarto Lugar: JB Nascimento, Cidade Patrocínio de Muriaé

Quinto Lugar: Jean Carlo Oliveira, Cidade Espera  Feliz

Linda as fotos, não é mesmo? Tinha que postar aqui. E eu nem sabia que existia uma cidade chamada Espera Feliz. rs

E quem gosta de fotografia e de paisagens, fique ligado para participar da terceira edição do concurso.

bjão

Nesse último final de semana,  minha irmã me mostrou um livrinho que chegou junto com o jornal Estado de Minas. Era sobre o concurso Paisagens Mineiras. Eu não conhecia esse concurso (desinformada rs) , mas achei incríveis as fotos dos primeiros colocados de 2011. Sou louca por paisagens, posso ficar horas olhando para uma. Viajar […]

Leia mais



9 maio 2012

Oii gente, tudo bem?

Sumi né? Desde sexta sem post nenhum, mas estava meio para baixo esses dias. Têm dias que penso tanto, em tantas coisas, que fico meio mal.  Mas já está passando, e prometo muita coisa bacana essa semana. Hoje estreio o primeiro post sobre decoração. Para quem me conhece, já sabe que trabalhei como produtora de um programa que tinha como foco a arquitetura, o design e decoração.  Acabei me apaixonando pela área. Tanto que até passou pela minha cabeça fazer arquitetura algum dia, mas a ideia durou apenas alguns minutos. rs

O Morar Mais Por Menos é um evento que ocorre em várias cidades do Brasil, e tem como ideia principal a sustentabilidade. Diversos arquitetos e designer apresentam ambientes criativos e econômicos. O que eu considero ótimo é que o evento mostra para o público que decoração pode ser algo acessível. Em todos os objetos a preços, e em cada ambiente existe uma planilha apresentando tudo que foi gasto ali. Legal né?

E por lá muitas ideias sustentáveis, mas uma que fiquei impressionada foi o armário de pallet no ambiente da arquiteta Bárbara Brant. Pallets são aquelas caixas de madeira que são usadas para transportar mercadorias. Encontramos fácil, fácil, em supermercados. Na maioria das vezes vão parar no lixo depois de utilizadas. Não sei se essa ideia é nova ou velha, só sei que bacana ela é. Olha um monte de coisa que os pallets podem ser transformados. É só usar a criatividade. Podemos pintar, envernizar, lixar, colocar vidro e muito mais.

Ambiente sala de estar – Bárbara Brant Morar Mais 2011

Detalhes da estante:

Ideia de tipos de estantes:

Ideias de sofás e mesas de centro:


Essa ideia é genial, fazer uma parede com pallet.

Muito legal né? Além de ser reciclável é muito bonito, dá um ar retrô e aconchegante a qualquer ambiente.

Bjão

Oii gente, tudo bem? Sumi né? Desde sexta sem post nenhum, mas estava meio para baixo esses dias. Têm dias que penso tanto, em tantas coisas, que fico meio mal.  Mas já está passando, e prometo muita coisa bacana essa semana. Hoje estreio o primeiro post sobre decoração. Para quem me conhece, já sabe que […]

Leia mais



26 abril 2012

Por acaso na internet encontrei o projeto “Back to the Future”, da fotografa argentina Irina Werning, e fiquei realmente impressionada. A ideia é super original e detalhista. Irina começou pegando fotografias antigas de amigos e parente, e reproduzindo com o mesmo figurino e o lugar exatos em que as fotos foram tiradas no passado. Ela mostra assim a transformação do tempo nas pessoas. Não é incrível? Fiquei pensativa quando olhei para essas fotos. Acredito que podemos até mudar fisicamente, engordar, emagrecer, cortar o cabelo, fazer tatuagens, mas nunca deixaremos de sermos nós mesmos. Nossa essência não muda. E você consegue ver isso nestas fotos. Reparem na fisionomia, muito idêntica.

Esse trabalho exigiu muito mais do que a foto em si. Imagino o trabalho de produção das montagens das fotos, como refazer o figurino bem parecido em tamanho maior e a reprodução do cenário. Além do tratamento da imagem.

Dá até para tentar fazer uma bem amadora né?

O que vocês acharam?

Por acaso na internet encontrei o projeto “Back to the Future”, da fotografa argentina Irina Werning, e fiquei realmente impressionada. A ideia é super original e detalhista. Irina começou pegando fotografias antigas de amigos e parente, e reproduzindo com o mesmo figurino e o lugar exatos em que as fotos foram tiradas no passado. Ela […]

Leia mais



20 abril 2012

Para estrear a seção de livros aqui no blog, eu não poderia começar por outro livro que não fosse a coleção Harry Potter. Os livros têm milhões de fã no mundo inteiro, mas existem também pessoas que possuem preconceito com a história do bruxinho.  E é esse o motivo do meu título, se você não gosta, tudo bem mas não deixe de apresentar os livros para o seus filhos. Hoje talvez seja jornalista por causa deles.

Quando tinha meus 11 anos, Harry Potter nem era febre,  meu pai leu uma matéria no jornal sobre o livro e me deu um de presente. Eu, até então, odiava ler. Ainda mais os livros que eram obrigatórios na escola,  isso é uma coisa que me deixa revoltada até hoje, mandar pré-adolescentes lerem Machado de Assis, Guimarães Rosa, Euclides da Cunha e tantos outros, é muita sacanagem. ( Mas não concordo com a lei que querem aprovar, proibindo os livros de Guimarães Rosa nas escola, não mesmo).  Eles são clássicos, poéticos, resistiram à prova do tempo e são bons de verdade.  Mas eles são de uma escrita difícil, antiga e complicada. Ninguém dos tempos atuais começa a gostar de livros assim. (há exceções).  E quem gosta ler, tem que ler esses clássicos sim, mas acredito que devemos ter um pouco de maturidade antes. E o interesses por esse  livros vem com o tempo.

Voltando a história, ganhei o livro e guardei na gaveta. Meu pai ficou no meu pé: “Já leu o livro?” (Ele perguntava sempre). “Já comecei sim, muito bom” (mentia rs). Ele pegou tanto, mas tanto no meu pé, que um dia resolvi começar a ler. E quem disse que consegui parar?  Terminei o livro em dois dias e liguei para ele correndo querendo o segundo. Depois daí, não vivo mais sem um livro. Gostar de ler vem muito do exemplo dos pais, eles são responsáveis por apresentar esse mundo aos filhos. Se eu não tivesse conhecido HP, não teria ( ou não me interessaria) em conhecer tantos outros livros maravilhosos.

Esperei o lançamento dos outros 5 livros ansiosamente. Fui fã de verdade, tive pastas onde colecionava tudo que saia nos jornais e revistas. Tem muito tempo que terminei de ler, e com minha cabeça de hoje não sei se gostaria tanto. Por isso,  indico e recomendo demais para as crianças, não há livro melhor. E os adultos que quiserem ler não vão se arrepender, um pouco de fantasia não faz mal a ninguém.

Não se deixe levar pela opinião a respeito dos filmes, pois eles não chegam nem aos pés dos livros.

Eu tinha preconceito com Crônicas de Nárnia, um amigo me “obrigou” a ler, o resultado? Amei. É meio infantil e fantasioso, mas simplesmente lindo. Um livro que irei ler para meus futuros filhos, com certeza.

Esse é o recado.

Bjão

Para estrear a seção de livros aqui no blog, eu não poderia começar por outro livro que não fosse a coleção Harry Potter. Os livros têm milhões de fã no mundo inteiro, mas existem também pessoas que possuem preconceito com a história do bruxinho.  E é esse o motivo do meu título, se você não […]

Leia mais



17 abril 2012

Foto retirada do site Lomography, feita por adam_g2000

Sou apaixonada por fotografia, uma bela foto me deixa sem palavras.  Juntei meu dinheirinho (rs) e comprei minha primeira câmera profissional. Sou fascinada por ela, dá vontade de fotografar tudo que vejo pela frente. E mesmo com toda tecnologia da minha câmera nova, eu sempre quis ter uma Lomo.  Quem já fez curso de fotografia com câmeras analógicas sabe a emoção de revelar uma foto. E as lomos além da revelação -que hoje com tantas digitais se tornou um ato especial- as fotos realmente ficam diferentes. As fotos de lomograficas costumam ter um equilíbrio entre a saturação e o contrates, deixando-as com cara de antiguinha.

O pior das digitais foi que elas extinguiram as fotos naturais. Tudo é muito posado hoje em dia, se você não gostou da foto, você simplesmente apaga e pode posar mil vezes para uma nova foto. O instante foi perdido. E quem ama fotografia, ama fotos espontâneas, daquele momento que não se repetirá.

Um pouco de história

A palavra LOMO vem de Leningrad Optical Mechanical Union, a primeira fábrica que produzia câmeras e lentes para o mercado soviético. Mas as tais câmeras tomaram força mesmo quando dois austríacos descobriram a LC-A (Lomo Compact Automat). Essa câmera era uma cópia da japonesa Cosina CX1, ela possuía muitos defeitos, mas para os dois austríacos eram defeitos maravilhosos. Cores exageradas e manchas nas laterais davam um olhar diferente para a fotografia. Olha que coisa bacana, dos defeitos eles viram uma oportunidade. Assim criaram as Lomos russas, e ainda investirão em publicidade e novos designs.

As fotos são de uma beleza diferente que não encontramos nas digitais, isso já sabemos né? Agora me explica esses modelos de plástico e lata de sardinha? Como não amar?

Ainda vou ter a minha. A única coisa ruim é que os rolos de filmes são um pouco caros,  e não existem também muitas lojas que vendem  Lomo e seus acessórios no Brasil. Em BH não conheço nenhuma. A única que conheço é a Lomography ( do rio) que possui um site cheio de informações, vendem diversos modelos, além de terem um blog e uma comunidade de pessoas que amam Lomo. Vale a pena conferir !

Sou apaixonada por fotografia, uma bela foto me deixa sem palavras.  Juntei meu dinheirinho (rs) e comprei minha primeira câmera profissional. Sou fascinada por ela, dá vontade de fotografar tudo que vejo pela frente. E mesmo com toda tecnologia da minha câmera nova, eu sempre quis ter uma Lomo.  Quem já fez curso de fotografia […]

Leia mais



14 abril 2012

Poderia começar falando de mil filmes aqui no blog, amo assistir um filminho ( Quem não?!). Mas vou comentar do último que assisti no cinema. Eu adoro filmes de época,  sempre que sai algum do gênero fico louca para assistir, pois geralmente são bons. Com “Um Método Perigoso” não foi diferente, ainda mais com a Keira Knightley no papel principal, a atriz de Piratas do Caribe, lembrou? Ela também fez um filme de época chamado “A Duquesa”, que também gostei muito.

 A história do filme é real e foi baseada no livro de “A Most Dangerous Method”, de Johnny Kerr, e na peça teatral “The Talking Cure”. Ele apresenta o embate de teorias da psicanálise entre Sigmund Freud e Carl Jung, e o caso famoso de Sabina Spielrein. Sabina é russa judia com problemas mentais causados por sua dura criação. Ela acaba se tornando paciente de Jung, que tenta curá-la pelo método da palavra. Sabina consegue se curar e torna-se psiquiatra, e também amante Jung. Ele que, até então, era um homem correto, casado, pesquisador e entendedor da mente humana, se depara com um romance em que o faz repensar suas teorias. Os temas abordados são a sexualidade, bigamia e o misticismo.

O filme em alguns momentos se torna cansativo e a mente faz um nó tentando entender os diálogos Jung e Freud. Não é um filme excelente, também não o considero muito bom. É interessante. Estudantes de psicologia, psicólogos e psiquiatras devem gostar bastante. A fotografia e o figurino são lindos, como todo filme de época.

A-Dangerous-Method-19102010_02

Poderia começar falando de mil filmes aqui no blog, amo assistir um filminho ( Quem não?!). Mas vou comentar do último que assisti no cinema. Eu adoro filmes de época,  sempre que sai algum do gênero fico louca para assistir, pois geralmente são bons. Com “Um Método Perigoso” não foi diferente, ainda mais com a […]

Leia mais